A Aliança pela Infância conversou com Ivani Magalhães, pedagoga e psicóloga, que será nossa palestrante no próximo Fóru

A abordagem visa informar para minimizar os efeitos das transformações que o brincar vem sofrendo ao longo do tempo. Atualmente, observamos que as crianças, especialmente as que vivem nos grandes centros urbanos, não brincam suficientemente ou não exploram adequadamente esta linguagem. Isto pode acarretar uma série de problemas em seu desenvolvimento global.

Há na atualidade a perda de espaços, físico e temém disso, em plena era da informação, brinquedos e aparelhos eletrônicos exercem grande fascínio em nossas crianças, que atraídas por estes objetos, deixam de se movimentar e interagir com outras crianças, adultos e o meio ambiente, com a presença de mudanças significativas nas formas de brincar, se comparadas às brincadeiras de antigamente.

Quando nos remetemos ao passado nos deparamos com situações lúdicas marcadas pela interação, gasto de energia e exploração do espaço físico, como brincar de esconde-esconde ou de subir em árvores, por exemplo. Cenas assim são cada vez mais raras hoje em dia, sendo comum encontrarmos crianças “brincando” sozinhas com jogos eletrônicos.

Quais são os principais fatores que influenciaram as transformações no brincar ao longo do tempo?

Com a crescente urbanização, as casas têm diminuído, as ruas, praças e parques não são acessíveis a todas as crianças, as famílias diminuíram, com a consequente perda de parceiros para brincar, como os irmãos e primos, além disso, o apelo ao consumo de brinquedos e outros produtos têm interferido diretamente nos temas e formas de brincar das crianças desta geração.

 Qual a relação entre o Brincar e o Espaço?

Há uma relação direta entre estes fatores quando consideramos o espaço como algo que vai além de espaço físico, constituindo-se também como possibilidade. É tarefa de todo adulto criar espaços que possibilitem o brincar, espaços estes que vão desde a criação de locais que potencializem a brincadeira e o encontro entre crianças, até a oferta de brinquedos adequados ao brincar criativo e o aproveitamento de situações do dia-a-dia para estar com a criança e envolvê-la em ludicidade, como o banho, as refeições e até mesmo durante a realização de tarefas escolares.

Qual a importância da Palavra no Brincar contemporâneo?

A Palavra é o elo nas relações entre as pessoas e, sobretudo, quando se brinca, a palavra dita, a palavra sentida, repleta de significações, tem o poder de aproximar, agregar, conhecer. A Palavra pode virar brinquedo! Com trava-línguas, parlendas, cantigas, histórias e poemas, rimos, nos divertimos e nos envolvemos.

Anúncios

0 Responses to “”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: